Acir pede execução de obras das rodovias 364 e 319

    0

    O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) participou de uma audiência, nesta quinta-feira(11), com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o general Antônio Leite dos Santos Filho, diretor-geral do Departamento de Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), para tratar sobre a retomada das obras da BR-319, que liga Porto Velho a Manaus, a manutenção e concessão da BR-364, e a conclusão da Travessia Urbana de Ji-Paraná (RO).  

    Segundo o senador, diversos trechos da BR-364 estão intransitáveis, apesar de obras de recuperação que aconteceram no ano passado. “Um buraco atrás do outro e buraco no acostamento esperando espaço para entrar na BR. No trevo de Ariquemes está quase praticamente intransitável. Qualquer hora o trânsito na rodovia entrará em colapso”, alertou Gurgacz.  

    O ministro Tarcísio garantiu que serão implementadas ações de melhorias na reconstrução da BR-364, e que está dando continuidade no processo de concessão, tendo em vista o crescente do trafico, principalmente de caminhões que transitam para o porto de Porto Velho.

    BR – 319

    O senador Acir saiu satisfeito com a notícia da retomada das obras de manutenção do asfalto e do futuro reasfaltamento do trecho do Meião da Floresta, 405 Km do trecho intermediário da BR 319, que liga Porto Velho a Manaus.

    “Agora estamos vendo que nossa luta que começamos com diligências realizadas pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado Federal, foram atendidas. Hoje podemos dizer que o governo abraçou a causa da população de Porto Velho e Manaus, ” comemorou o senador.

    Para Gurgacz, o reasfaltamento completo da rodovia permitirá que os produtos hortifrutigranjeiros que são produzidos em Porto Velho, Nova Mamoré, Itapuã, Candeias, Ariquemes, poderão ser levados para as gôndolas dos mercados de Manaus com a rodovia em plena condição de trafegabilidade e asfaltada.

    Travessia Urbana   

    Acir também pediu ao Dnit agilidade na conclusão das obras da travessia urbana em Ji-Paraná, uma vez que se tornou imprescindível a duplicação da rodovia e construção das alças de acesso no perímetro urbano de Ji-Paraná. “Atualmente, o acesso de veículos do contorno de Ji-Paraná é uma manobra muito perigosa que precisa ser corrigida, além de contribuir com a melhoria urbanística e trafego de veículos no perímetro urbano da cidade”, aletou Gurgaz.