Concessão da BR-364 é debatida no Senado

    0
    Acir Gurgacz BR-364
    Acir Gurgacz BR-364

    A Comissão de Infraestrutura do Senado (CI) discutiu nesta terça, 17, em audiência pública as atuais condições da BR-364 e os projetos de infraestrutura para Rondônia. O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) esteve junto ao ministro dos Transportes, Valter Casimiro, e cobrou em bancada mais celeridade nos processos de duplicação e concessão da rodovia.

    Segundo o ministro, a empresa responsável pelos estudos das obras não forneceu material adequado, sendo rejeitado pelos órgãos de controle do Ministério dos Transportes. Novos estudos estão sendo contratados e a expectativa é que eles sejam apresentados até o fim de 2018. “Este é um atraso que nós não esperávamos, mas após termos dados de qualidade conseguiremos avançar com o projeto da BR-364, paralelo a isso, nós já estamos olhando com atenção e prioridade as obras de manutenção nas travessias urbanas”, afirmou Casimiro.

    Enquanto a duplicação da BR-364 não é executada, o Ministério dos Transportes irá realizar obras para melhorar 50 quilômetros da estrada. Serão reformados 22 quilômetros entre Pimenta Bueno e Ariquemes, 20 quilômetros entre Vilhena e Pimenta Bueno e 8 quilômetros entre Presidente Médici e Jaru. O ministro assegurou que intervenções simples já estão sendo feitas nas travessias urbanas que cortam a BR-364.

    O senador Acir defende que a concessão da BR-364 aconteça se as obras forem iniciadas antes da cobrança dos pedágios. “Daqui a dez anos, a produção de grãos vai estar aumentada em quatro vezes. Se hoje nós temos engarrafamento de caminhões ao longo da BR, imagina daqui a dez anos”, argumentou Acir.

    Transporte aéreo na região Norte

    Na Comissão de Infraestrutura Acir avançou as discussões sobre os transportes na região Norte ao considerar o baixo desenvolvimento dos aeroportos regionais. Segundo o senador, o Governo Federal assumiu o compromisso de investimentos há anos atrás, mas foram concretizados em parte. “Queremos executar um projeto que amplie o transporte aéreo na região Norte e reduza o preço das passagens entre as cidades do interior”, disse Gurgacz. Para atender a demanda, o ministro se comprometeu a estudar mais a infraestrutura para conseguir direcionar as ações.