Notícias
22
JUN
  Acir Gurgacz cobra mais ação do Congresso e defende antecipação das eleições de 2018

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) cobrou no plenário do Senado mais ação do Congresso Nacional na busca de soluções para tirar o Brasil da crise política e econômica que atravessa. O senador disse que está cansado de ver os políticos apenas brigando, defendendo os interesses partidários, numa batalha entre governistas e oposição, que só tem prejudicado o país desde as eleições de 2014.

“Tiramos uma presidente por conta dessa briga que deixou o país ingovernável, dividiu o Congresso e a população, e desde então estamos paralisados, produzindo pouca coisa que realmente é de interesse da Nação brasileira e dos brasileiros”, disse Gurgacz. “Agora, os que antes eram a favor das reformas que o país precisa são contra as reformas e ficamos parados, apenas assistindo esse cabo-de-guerra”, ressaltou Acir.

O senador também disse que o país não pode ser governado por políticos corruptos que dão ordens de dentro dos presídios ou penitenciárias e defendeu mais rapidez nas investigações e condenações dos políticos acusados de corrupção. “Os corruptos, aqueles que já foram condenados ou que forem condenados pela Justiça, precisam ser presos e afastados da vida pública”, reforçou Gurgacz.

Para o senador rondoniense, a melhor solução para a crise é por vias democráticas e defendeu a antecipação das eleições de 2018, para dar à sociedade o poder de decidir o que ela quer para o país. “É verdade que precisamos mudar a Constituição para que isso ocorra, mas quando o Congresso quer ele faz, e podemos fazer essas mudanças em benefício do país e da democracia”, frisou Gurgacz.

Na opinião do senador, só assim será possível superar as crises política e econômica que assolam o país há três anos, desde que os derrotados das eleições de 2014 não aceitaram o resultado das urnas e fizeram de tudo para mudá-lo.
Segundo Gurgacz, por causa desse impasse, quem mais sofre é a população, com a perda de direitos, vê o aumento do desemprego, a queda da renda e a deterioração de serviços como saúde, educação e segurança.

“Se nós estamos indignados com tantas notícias sobre corrupção, imagine aquele cidadão, aquele brasileiro que perdeu o emprego, que não tem mais o seguro-desemprego que já venceu, e não consegue levar comida para sua casa, qual o sentimento dessa pessoa quando liga a televisão e ouve "é cinco milhões, são dois milhões, são compensações de dinheiro que foi levado através de acordo...". Essas pessoas ficam indignadas!”, ressaltou Gurgacz.

« VOLTAR

 
 
 
 
mais noticias
18
AGO
  Gurgacz propõe condições para facilitar pagamento do Funrural retroativo
16
AGO
  Acir Gurgacz comemora regularização fundiária na Amazônia Legal
15
AGO
  Acir pede urgência na dragagem do rio Madeira
14
AGO
  Acir destaca força do Cone Sul
10
AGO
  Gurgacz quer ampliar debate sobre ICMS do querosene
02
AGO
  CDR aprova projeto que amplia isenção de IPI a produtos da Amazônia Ocidental
15
JUL
  PDT reúne forças para eleições
07
JUL
  Comissão de Infraestrutura aprova emendas à LDO de 2018
03
JUL
  Empréstimos estão mais caros, adverte Acir Gurgacz
27
JUN
  Ministro libera recursos para elaboração do projeto de saneamento de Ji-Paraná