Notícias
31
MAI
  Congresso derruba veto à reforma do ISS e reforça arrecadação de municípios

Em sessão na noite de terça-feira (30), o Congresso Nacional derrubou o veto parcial à Lei 157/2016-Complementar, que reformulou o chamado Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS). Com a derrubada do Veto 52/2016, a cobrança do ISS será feita no município do domicílio dos clientes de cartões de crédito e débito, leasing e de planos de saúde e não mais no município do estabelecimento que presta esses serviços.

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) defendeu a derrubada do veto, argumentando que a mudança vai aumentar a arrecadação da grande maioria dos municípios. O veto presidencial foi rejeitado com 49 votos a 1 no Senado e 371 votos a 6 na Câmara.

“Hoje, o imposto das compras na internet com o cartão de crédito, do leasing e dos planos de saúde é repassado somente para os locais de origem, onde estão instaladas as lojas virtuais ou a sede das empresas, derrubamos o veto justamente para mudar essa regra, para que os municípios em que estão os consumidores também recebam parte desses impostos”, explicou o senador Acir.

Essa alteração da tributação para o domicílio do cliente era uma antiga reivindicação de prefeitos. Entretanto, o mecanismo foi vetado, pois, segundo o governo, a mudança traria “uma potencial perda de eficiência e de arrecadação tributária, além de redundar em aumento de custos para empresas do setor, que seriam repassados ao custo final”, ou seja, ao consumidor.

A Lei 157 teve origem no Substitutivo da Câmara dos Deputados (SCD) 15/2015 ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 386/2012 – Complementar, de autoria do senador Romero Jucá (PMDB-RR). A matéria foi aprovada em dezembro do ano passado pelos senadores.

Diversos senadores e deputados defenderam a derrubada do veto, por entenderem que os estados e municípios serão beneficiados com mais recursos. De acordo com o senador Acir Gurgacz, Rondônia deverá receber cerca de R$ 27 milhões/ano de repasses do ISS. “É uma receita importante que irá direto para os municípios para investimentos em infraestrutura, na educação e na saúde”, detalhou.

« VOLTAR

 
 
 
 
mais noticias
18
AGO
  Gurgacz propõe condições para facilitar pagamento do Funrural retroativo
16
AGO
  Acir Gurgacz comemora regularização fundiária na Amazônia Legal
15
AGO
  Acir pede urgência na dragagem do rio Madeira
14
AGO
  Acir destaca força do Cone Sul
10
AGO
  Gurgacz quer ampliar debate sobre ICMS do querosene
02
AGO
  CDR aprova projeto que amplia isenção de IPI a produtos da Amazônia Ocidental
15
JUL
  PDT reúne forças para eleições
07
JUL
  Comissão de Infraestrutura aprova emendas à LDO de 2018
03
JUL
  Empréstimos estão mais caros, adverte Acir Gurgacz
27
JUN
  Ministro libera recursos para elaboração do projeto de saneamento de Ji-Paraná