Notícias
30
MAI
  Senador Acir Gurgacz confirma apoio ao setor produtivo

Desenvolvimento, taxa de juros, crise política, reformas trabalhista, previdenciária e política, retomada da economia, regularização fundiária, foram alguns dos temas debatidos na assembleia geral extraordinária do Conselho de Representantes da Fiero, nesta quarta-feira, 24, na escola Sesi-Senai-IEL de Ji-Paraná, com a participação do senador Acir Gurgacz.

Antes de iniciar o diálogo com o senador, o secretário Geral da Fiero, Edson Carlos Coelho da Costa, leu um manifesto sintetizando ações e posicionamento da Federação das Indústrias, voltadas ao desenvolvimento industrial rondoniense.

Gurgacz ressaltou que o Brasil precisa gerar milhões de empregos e daí a importância da modernização da Legislação Trabalhista. O senador afirmou que defende esta bandeira e reiterou apoio ao setor produtivo.

Sobre obras estruturais, Gurgacz informou que foi apurado o custo de duplicação da BR 364 entre Comodoro / MT e Porto Velho – RO, seria na ordem de 2 bilhões de reais e até 31 de dezembro deste ano, serão efetuados todos os projetos para concessão da Rodovia – BR 364. Em relação a BR 319, que foi licitada as obras para manutenção, e faz parte do projeto a reestruturação de toda a base da rodovia, com isso, até o final deste ano terá plena trafegabilidade, mas para a pavimentação, ainda, não há licenciamento ambiental.

Gurgacz agradeceu o convite e garantiu que seu gabinete em Brasília está à disposição dos empresários rondonienses.

O presidente da Fiero, Marcelo Thomé falou que defende as reformas e pediu apoio ao senador na aprovação do projeto de Lei. Em seu ponto de vista, para a reforma tributária, o caminho definitivo seria a tributação no consumo e não na produção. Quanto a infraestrutura, argumentou, o caminho mais rápido para melhorar o setor seria as Parcerias Público-Privadas – PPP. Sobre a regularização fundiária para o Estado de Rondônia, a transformação da MP 759/2016 em Lei trará para a economia de Rondônia um incremento substancial, pois são inúmeras propriedades rurais de produção limitada em razão da impossibilidade de acesso a crédito e toda e qualquer política pública.

Thomé parabenizou o senador, a forma, clara, lúcida, objetiva e segura do seu diálogo com os industriais rondonienses e que ele é um exemplo do político que o setor produtivo precisa como parceiro em Brasília.

O presidente Chagas Neto abriu espaço para a participação dos conselheiros que quisessem se manifestar. O conselheiro Adélio Barofaldi pediu apoio ao senador para que os limites da Lei 13.340/2016 (renegociações das operações de crédito rural), sejam estendidas as pessoas jurídicas e que englobem operações vencidas até 31 de dezembro de 2015. Os conselheiros Ivandro Justo Behenck, Marcondes Cerrutti e Edmilson Matos Cândido também questionaram o senador, principalmente sobre a regularização fundiária.

A reunião contou com a presença deputado Estadual Airton Gurgacz, do prefeito e do vice-prefeito de Ji – Paraná, Jesualdo Pires e Marcito Pinto, respectivamente, do diretor geral do Detran-RO, José Albuquerque e do assessor de Assuntos Políticos da Fiero e ex-governador José de Abreu Bianco.

« VOLTAR

 
 
 
 
mais noticias
22
JUN
  Justiça libera obras de manutenção na BR-319
22
JUN
  Acir Gurgacz cobra mais ação do Congresso e defende antecipação das eleições de 2018
20
JUN
  Ibama e Dnit contestam paralisação da manutenção da BR-319
19
JUN
  Acir Gurgacz critica embargo das obras de recuperação da BR-319
13
JUN
  Acir Gurgacz contesta embargo das obras de restauração da BR-319
07
JUN
  Acir Gurgacz critica falta de saneamento básico e água tratada em Porto Velho
05
JUN
  Gurgacz defende participação da sociedade nas discussões sobre o meio ambiente
02
JUN
  Senado realizará mais uma audiência pública sobre a BR-364
02
JUN
  Acir comemora avanços na regularização fundiária
01
JUN
  Senado aprova fim do foro privilegiado