Artigos


 
 
Desenvolvimento da Amâzonia
04
DEZ
 
O Brasil é uma Nação sem consciência de sua própria grandeza e das riquezas presentes em seu território. Quando se fala em Amazônia, então, parece que não temos sequer autonomia para explorar a biodiversidade e os recursos minerais de nosso território, tamanha a interferência de organismos internacionais e de órgãos nacionais subjugados aos interesses e ao capital transnacional.

Projeções realizadas pelo Exército Brasileiro calculam em cerca de U$ 23 trilhões o potencial em recursos naturais existente apenas na região amazônica. Apesar disso, não existe nenhum projeto específico de aproveitamento destas gigantescas riquezas em nosso território.

Eu já alertei várias vezes no plenário do Senado sobre a importância de termos um projeto de exploração mineral para Rondônia e para toda a Amazônia. Chegamos a apresentar, juntamente com o Ministério Público Federal de Rondônia, uma proposta detalhada ao Ministro da Justiça e ao Ministério de Minas e Energia, para exploração mineral na Reserva Roosevelt, mas até agora essa proposta não avançou um passo sequer no poder Executivo.

Nós, aqui no Congresso Nacional, também encontramos dificuldades em fazer avançar o novo marco legal da mineração. Infelizmente, projetos estratégicos para o País, como o novo marco legal da mineração; um novo marco legal para a regularização fundiária, projetos anticorrupção; um novo marco para as parcerias público/privado, não avançam.

A Amazônia continua praticamente abandonada. E a principal prova disso é o abandono da BR-319 e da BR-230 – a Transamazônica. Temos que superar essa dicotomia entre desenvolvimento e preservação ambiental, que na verdade é uma cortina de fumaça para o desenvolvimento sustentável da região e a soberania nacional sobre a região. Precisamos afastar as forças ocultas e promover o desenvolvimento regional sem nos submetermos aos interesses externos.

Temos que ter o homem e o seu empreendedorismo, sua capacidade de desenvolver novas tecnologias, como aliados do meio ambiente, pois, o que vai salvar a Amazônia é o desenvolvimento, e não o seu abandono. É por isso que apresentei projetos de lei para estimular a recuperação de áreas degradadas, para aproveitarmos ao máximo nossas aéreas aptas para agricultura e exploração mineral, sem desmatar uma árvore sequer. Um bom fim de semana a todos.
 
 
 
mais artigos
12
JUN
  Vítimas do abandono da BR-319
27
ABR
  Novo marco legal para o licenciamento ambiental
14
ABR
  Unificação da segurança deve reforçar combate à violência
10
MAR
  Vitória dos agricultores e pioneiros de Rondônia
23
FEV
  Novo curso de medicina abre oportunidades
24
DEZ
  Tempo de renovação
09
DEZ
  Mais servidores são beneficiados com a transposição
20
NOV
  Fazendo a coisa certa
06
NOV
  Participação política
30
OUT
  Pagamento por serviços ambientais