Artigos


 
 
Desenvolvimento da Amazônia
01
JUL
 
O comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, defendeu, em audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), um projeto estratégico para a exploração das riquezas minerais e naturais da Amazônia. De fato, como disse o general, o Brasil é uma Nação sem consciência de sua própria grandeza e das riquezas presentes em seu território.

Projeções trabalhadas pelo Exército calculam em cerca de U$ 23 trilhões o potencial em recursos naturais existente apenas na região amazônica. Apesar disso, não existe nenhum projeto específico de aproveitamento destas gigantescas riquezas.

Eu já alertei várias vezes aqui neste plenário sobre a importância de termos um projeto de exploração mineral para Rondônia e para toda a Amazônia. Chegamos a apresentar, juntamente com o Ministério Público Federal de Rondônia, uma proposta detalhada ao Ministro da Justiça e ao Ministério de Minas e Energia, para exploração de diamantes na Reserva Roosevelt, mas até agora essa proposta não avançou um passo do poder Executivo.

Nós, aqui no Congresso Nacional, também encontramos dificuldades em fazer avançar o novo marco legal da mineração. Infelizmente, projetos estratégicos para o País, como o novo marco legal da mineração; um novo marco legal para a regularização fundiária, projetos anticorrupção; um novo marco para as parcerias público/privado; e as reformas necessárias para o país não avançam.

A Amazônia continua praticamente abandonada. E a principal prova disso é o abandono da BR-319 e da BR-230 – a Transamazônica. Como bem disse o general, temos que superar essa dicotomia entre desenvolvimento e preservação ambiental. Afastar as forças ocultas e promover o desenvolvimento regional e nacional.

O desenvolvimento pode ser sustentável e é esse modelo de desenvolvimento que precisamos discutir e adotar para a Amazônia e para o país.Temos que ter o homem e o seu empreendedorismo, sua capacidade de desenvolver novas tecnologias, como aliados do meio ambiente, pois como bem disse o general, o que vai salvar a Amazônia é o desenvolvimento, não é o abandono.

 
 
 
mais artigos
08
JUL
  Pequenas empresas unem forças para combater crise
26
JUN
  BR-319 - Uma conquista da Amazônia
19
JUN
  Embargo da BR-319 é um ato de irresponsabilidade
12
JUN
  Triste realidade no saneamento de Porto Velho
04
JUN
  Regularização fundiária avança
23
MAI
  Antecipar as eleições é a melhor saída
16
MAI
  Educação para o desenvolvimento
08
MAI
  Nada mudou na política econômica: bancos tem lucro astronômicos e setor produtivo padece
24
ABR
  FIM DO FORO PRIVILEGIADO
16
ABR
  Páscoa: tempo de renovação